Minha casa, Minha cara

Se você acha que não dá, é porque não viu a transformação que apresentei no Santa Ajuda. Mas eu mostro tudo, aqui, em detalhes!

Micaela Góes

Por: Micaela Góes Fotos: Equipe Santa Ajuda

Entre todos os ambientes multifuncionais em que eu tenho trabalhado na atual temporada do Santa Ajuda, este foi um dos mais desafiadores. Não porque tenha mais funções que outros, mas porque tem mais donos: a Liza e seus dois meninos. E não é a sala deles, mas o quarto, aquele espaço mais privativo onde guardamos as nossas coisas de uso pessoal e onde dormimos.  

Faz alguns meses desde que a Liza passou a compartilhar o dormitório com o Bernardo, de 12 anos, e o Nícolas, de 1 ano e 2 meses. Ela teve de improvisar e, no improviso, tudo virou uma grande bagunça, sem um espaço apropriado para cada membro da família. O Bernardo dormia em um colchão e o Nícolas, que já não queria mais ficar no berço, dividia a cama com a mãe.

Não dá, né?

Como resolvi a situação

Para criar um ambiente organizado e funcional, só trocando o mobiliário. Porém engana-se quem pensa que recorri à marcenaria sob medida para resolver o quebra-cabeça: fiz isso usando os modelos prontos da Meu Móvel de Madeira. Tudo muito prático!

Comecei por substituir a cama gigante da Liza por outra no padrão casal, a Till Up – com gavetas generosas, ela acomoda as calças jeans, as bolsas e os óculos da moça –, que encostei em uma das paredes. Em frente a ela, compus o setor das crianças, com um Sofá-Cama Flora que logo mais acolherá o bebê, de modo seguro, na cama de baixo.

Respeitando a segmentação do quarto, no lado da mãe eu dispus um Guarda-roupa Bali, com sapateira e duas portas: uma dá acesso aos cabides com roupas que amassam, como vestidos, camisas e saias molinhas, e a outra reúne o restante, de lingerie a maquiagem, tudo distribuído em colmeias transparentes, caixas e organizadores.

 

 

 

 

 

 

 

 

O lado oposto do dormitório recebeu uma Cômoda Xo, de quatro gavetas, onde foram guardadas as fraldas e a maior parte das roupinhas do Nícolas. Somente os casacos, camisas e sapatinhos dele ganharam lugar no Guarda-roupa Xo, de duas portas, posicionado junto à entrada do ambiente. Neste armário a gente arrumou as roupas do Bernardo nas prateleiras e varão superiores, que ele alcança facilmente. Os lençóis e mantas ficaram na divisória mais alta e larga.  

Depois desse desafio, não dá para dizer que espaço pequeno justifica a desorganização, né? Nem que mãe e filhos não podem ter o próprio cantinho em um quarto compartilhado, certo?

Então aproveite o que você aprendeu hoje aqui e expulse a bagunça do seu ambiente multiuso!

Beijos,
Mica <3 

Já conhece o blog da Micaela? Espie aqui!

Comentários não estão permitidos.