Minha casa, Minha cara

Esse ambiente cheio de funções sempre pode ficar mais útil e charmoso. Confira algumas ideias descoladas

Cristiane Teixeira

Por: Cristiane Teixeira Fotos: Raphael Olivier | Tim Crocker | Naimi Architecture | A’Lentil Design | Made From Scratch | Gui Morelli

MESA DE JANTAR + SOFÁ (1)

A gente costuma achar que estar e sala de jantar integrados significa ter os dois ambientes compartilhando uma mesma área. Mas o que acontece quando não há metragem suficiente para isso? Abre-se mão de uma ou outra função?

Nada disso! Transforma-se tudo em uma coisa só. Assim como fizeram os profissionais do More Design Office neste apartamento de 50 m² em Shangai, na China. Onde a mesa de jantar tem de um lado três cadeiras e, do outro, o sofá.

Para a solução dar certo, o estofado não pode ser daqueles baixinhos e moles, assim como a mesa não pode ser alta demais. Ou seja, procure por um estofado firme, com assento a mais de 40 cm do piso. Para você ter uma ideia, nas cadeiras de jantar, a distância entre o chão e o assento é de cerca de 45 cm. No caso das mesas de jantar, a altura mais comum é de 75 cm, então aposte em um modelo um pouco mais baixo.

Outras soluções para ganhar espaço que este projeto traz

Um PUFF (2), que pode tanto sustentar os pés de quem está no sofá como servir de mesinha de apoio, e um APARADOR/ESTANTE SOB A JANELA (3), útil para exibir objetos, guardar livros e funcionar como mesa lateral para o estofado.

MESA DE JANTAR + BANCO/BAÚ (4)

Nesta reforma de uma casa em Londres, os arquitetos do Mustard Architects optaram por desenhar um banco que se estende por toda a parede, chegando ao jardim. Parte dele atende à mesa de refeições, que também conta com cadeiras. Como o banco é do tipo baú, não falta lugar para guardar os pertences!

Outras soluções para ganhar espaço que este projeto traz

Um BANCO EM L, COM ENCOSTO (5), na quina entre a bancada da cozinha e a janela. Cheio de almofadas, ele se torna um cantinho gostoso para relaxar olhando para fora.

ESTANTE EMBUTIDA (6)

 

 

 

 

 

 

 

 

Cozinha, banheiro, sala de jantar, estar e quarto – tudo em 25 m². Eis o perfil deste flat em Barcelona repaginado pelo escritório Naimi Architecture. Suspender a cama sobre um tablado e camuflar equipamentos e utensílios foram as principais soluções para deixar o espaço confortável, arejado e com tudo o que o morador precisava. Embutida uns 15 cm na parede, a estante com nichos de tamanhos variados substitui o cantinho do café e o bar. Reparou que cabem 12 garrafas de vinho no garrafeiro situado na parte inferior? E apenas os gargalos ficam para fora.

Outras soluções para ganhar espaço que este projeto traz

Basta abrir as janelas entre a estante e a mesa para encontrar a TV ESCONDIDA (7). O ESPELHO GRANDE (8) e as PAREDES CLARAS (9) fazem a sala parecer maior.

OCUPAR O ESPAÇO VERTICAL (10)

Nem a mesinha lateral coube ao lado do sofá na parede do estar, por isso foi deixada à frente dele, no cantinho. A cadeira extra já fica na passagem para a cozinha, mas também voltada para o rack da TV. Note como os profissionais do A’Lentil Design, de Taiwan, conseguiram ‘estender’ o ambiente para cima: um triângulo pintado de cinza se eleva acima do estofado, prateleiras e plantas ocupam o vazio entre a TV e o teto e uma estante suspensa a meia-altura faz a gente olhar mais para cima. Com muitos nichos, este móvel resolve o problema de armazenamento.

Outras soluções para ganhar espaço que este projeto traz

Alta, vazada embaixo e com rodinhas, a MESA LATERAL TAMBÉM SERVE PARA APOIAR O NOTEBOOK (11) ou como mesinha de REFEIÇÃO (12).

PRATELEIRA SOB A JANELA (13)

 

 

 

 

 

 

 

 

Veja que ideia mais charmosa e fácil de copiar! A prateleira do tipo canaleta, usada para apoiar quadros, aqui tem função de mesinha lateral. Sem ocupar espaço nenhum, leva ainda mais conforto a quem ocupa a chaise do sofá.

ARANDELA ACIMA DO SOFÁ (14)

 

 

 

 

 

 

 

O sofá de dois lugares tem o tamanho exato da divisória atrás dele, o que levou os profissionais do Casa1

00 Arquitetura a buscar uma solução diferente para a iluminação pontual. Daí a arandela móvel acima do estofado – alta o suficiente para ninguém bater a cabeça nela quando sentado.

Outras soluções para ganhar espaço que este projeto traz

A bancada que separa a sala da cozinha funciona como MESA DE REFEIÇÃO E ÁREA DE TRABALHO (15). Quando não estão sendo usados, os BANQUINHOS VÃO PARA BAIXO DA BANCADA (16).

1 comentário