Minha casa, Minha cara

Com tantas plantas dentro e fora, esta casa na Índia nem parece ficar em uma rua repleta de construções

Cristiane Teixeira

Por: Cristiane Teixeira Fotos: The Fishy Project, Ishita Sitwala

Casa de selva na cidade

Heras, trepadeiras com flores e folhagens variadas cobrem boa parte da fachada desta casa de arquitetura contemporânea, subindo pelas paredes e pendendo de balcões para sombrear os terraços. Dentro não é muito diferente: um pátio verdejante integra-se às salas de estar e jantar por meio de portas deslizantes de vidro.

Jungalow

São tantas as plantas que a casa foi batizada por seu idealizador, o escritório de arquitetura Neogenesis + Studi0261, como Jungalow, uma brincadeira com as palavras ‘jungle’ (selva) e bungalow (bangalô). Só assim para satisfazer plenamente o proprietário, um agricultor que desejava viver em Surat, cidade costeira da região indiana de Gujarat, tendo por vista uma paisagem silvestre.

plantas sendo incorporadas à arquitetura

Limitado por construções de todos os lados, o terreno não ofereceu espaço para um jardim. Assim as plantas tiveram de ser incorporadas à arquitetura, o que deu muito certo. É o que acontece, por exemplo, no pátio. Com pé-direito duplo, coberto por uma treliça e fechado em uma das laterais por outra, ele conta com as trepadeiras para cortar a incidência direta do sol no interior, solução especialmente bem-vinda nessa região quente onde só chove durante o período de monção, em junho.

Varanda da casa

Veja mais algumas imagens da casa antes de ver o que separei para a seção Da Arquitetura para a Decoração.

Corredor com plantas
Varanda
Sala de jantar e estar com varanda
Vista da casa através do jardim
Sala de estar com vista para a varanda

Da arquitetura para a decoração

Reparou no mobiliário da casa do Neogenesis + Studi0261? Ele é todo de madeira, sem pintura. E uma das razões está no piso estipulado pelos arquitetos, a pedra. Por ser fria, a pedra é muito adequada para ajudar a manter os ambientes frescos. Porém, ela também é visualmente fria, o que pede um contraponto. Daí a madeira, com sua coloração quente e textura aconchegante.

Parto desse contraponto e da ideia de incorporar o verde à construção para fazer minha seleção de peças de Meu Móvel de Madeira.

E começo por um lançamento que muito me atraiu, o Jardim Vertical Garden, de eucalipto com acabamento no belo tom jatobá. A sugestão é ordenar os vasos maiores e mais pesados nas duas prateleiras de baixo e deixar o charmoso minibalanço para suculentas e cactos. Perfeito para áreas externas e internas.

Jardim vertical garden

Ficou com inveja das suculentas que podem ir e vir ao sabor de um empurrãozinho? Pois existe um balanço apropriado ao seu tamanho e peso (até 100 kg), o Balanço Nó, que pode ter corda amarela, vermelha ou preta. Mas este produto é só para uso interno, certo?

balanço nó

Com o mesmo tom jatobá e também de eucalipto, a Poltrona Sossego está pronta para ficar ao ar livre, pois sua macia almofada é revestida de tecido impermeável.

Poltrona Sossego

Como a ideia é tirar partido da madeira para aquecer o ambiente, separei o Sofá Fortuna, que tem o encosto, os braços e os pés de madeira aparente. As almofadas, de sarja, são fixas no assento e removíveis no encosto. Disponível com dois ou três lugares, este modelo é exclusivo para uso interno.

sofá 2 lugares fortunaTraseira do sofá 2 lugares fortuna

Gostou das ideias de hoje? Vai colocar mais verde na sua casa? Mande fotos para a gente ver como ficou!

Comentários não estão permitidos.