Minha casa, Minha cara

Porque decorar a casa pode ser sustentável: conheça esse papel de parede vegetal.

Um papel de parede visualmente impressionante já não é suficiente hoje em dia para muitos clientes. Com o movimento ecológico deixando sua marca em todos os setores, começa a busca por opções de papéis de parede mais sustentáveis e fazer assim frente às tintas ecológicas do mercado. A proteção do ambiente e a durabilidade são critérios importantes na decisão de compra. Embora comecem a surgir cada vez mais produtos no mercado com o objetivo de diminuir o impacto ambiental, a oferta de papéis de parede biodegradáveis ainda é escassa.

Compostável

Um dos primeiros modelos de papel de parede totalmente compostável é o Veruso Lino, criado por uma empresa alemã. É inteiramente feito a partir de matérias-primas de origem vegetal renováveis, sem quaisquer aditivos, tais como agentes ligantes, corantes ou fibras sintéticas. A composição deste papel de parede permite que ele seja decomposto descartado. Assim, seus restos se transformam em matéria-prima para outro produto. Ou seja, o seu ciclo de vida é interminável.

Você pode jogar fora o modelo Veruso Lino em sua pilha de compostagem e, após 6 a 12 meses (dependendo do clima e da estação), o papel de parede estará totalmente decomposto e deteriorado. Para facilitar o processo de decomposição, pode misturar pequenos pedaços deste papel com outros resíduos de plantas. 

Papel de parede natural e compostável

Não é de espantar que tanto designers de interiores como proprietários de imóveis, optem por opções de decoração mais sustentáveis. O papel de parede convencional tem um impacto direto no meio ambiente, pois ele não pode ser reciclado devido às fibras sintéticas e acaba em aterros ou centrais de incineração. Mas ele pode também ser ruim para a sua saúde. Alguns tipos de papéis de parede, principalmente os que contêm PVC, têm um alto teor de compostos orgânicos voláteis que emitem moléculas nocivas para o ar quando a sala atinge uma certa temperatura (alta). Isso pode causar problemas de saúde respiratórios e alérgicos. O papel de parede à base de papel, embora possa parecer uma opção mais amiga do ambiente, deixa de o ser se tiverem sido utilizados corantes industriais no processo de produção. 

Que outras vantagens tenho em optar por um papel de parede como o Veruso Lino, além dos benefícios para o planeta? 

● Absorção sonora

As ondas sonoras criadas no interior de um espaço revestido com papel de parede de fibras naturais são parcialmente absorvidas. Esta característica permite reduzir o ruído. 

● Isolamento térmico

O papel tem cerca de 0,5 mm de espessura e é relativamente leve. O ar fica retido no meio das fibras, criando um efeito de isolamento térmico. 

● Regulação de humidade

Devido às suas fibras vegetais, o papel de parede Veruso Lino absorve a humidade do ambiente e libera-a quando o ar se torna mais seco. 

● Resistência

Foi produzido tendo por base a poupança de recursos e uma vida útil longa. Além disso, o design é intemporal, tornando desnecessárias as frequentes mudanças de decoração. 

● Baixa inflamabilidade

Isto significa que o papel de parede pode ser usado em espaços públicos, escritórios e hotéis. O efeito retardante de fogo é exclusivamente conseguido através das propriedades oferecidas pelos materiais naturais. 

● Sem risco para a saúde

Além de todos os componentes do papel serem naturais, ele foi submetido a vários testes em laboratório e possui a certificação “STANDARD 100 by OEKO-TEX”

Para viabilizar a compostagem deste papel de parede, todos os materiais devem estar isentos de aditivos químicos. Por essa razão, a cola usada durante a aplicação deste papel de parede também deve atender a requisitos ecológicos específicos. Utilize uma cola orgânica em vez da cola standard para papel de parede. 

A sustentabilidade na decoração é possível e mega importante nos tempos em que vivemos. E é claro: sem necessidade de sacrificar estilo ou conforto. 

Post feito em colaboração com o site Papel de Parede dos Anos 70.

Deixe seu comentário ;)