Minha casa, Minha cara

Cores e suas divisões: cores secundárias

No post passado, como vocês devem lembrar, falamos das cores primárias e da melhor forma de combiná-las e adaptá-las aos nossos gostos e aos nossos lares. Hoje, falaremos sobre o próximo grupo: as cores secundárias que, assim como as primárias, são divididas em três cores: laranja, verde e violeta. Elas recebem esse nome porque são um resultado da mistura das cores primárias.

A soma do vermelho com amarelo resulta na cor laranja; o vermelho misturado com azul vira violeta; e o amarelo com o azul forma o verde.

O laranja, cor quente e bastante chamativa, é capaz de transformar qualquer ambiente. Perfeito para enriquecer e trazer aconchego a cômodos mais impessoais, o laranja é a cor da estimulação. Ele transmite alegria, felicidade, energia e criatividade. Para trazê-lo à composição de forma harmônica, é preciso saber combiná-lo com as demais cores. O ideal é somar o laranja com tons frios, para que o ambiente não fique muito carregado.

Cor fria que transmite tranquilidade, confiança e esperança, o verde é ideal para trazer frescor e calma à decoração. É uma cor fácil de ser harmonizada, podendo estar em pequenos detalhes ou em evidência, dominando superfícies de paredes e tecidos de sofás.

A combinação entre o verde e as demais cores da natureza como o marrom, o amarelo e o violeta é bastante indicada para transmitir um astral bom, repleto de energia. Entretanto, ele entra em equilíbrio com as mais variadas cores, quentes ou frias, sendo bastante versátil. O verde é bem-vindo em salas de estar, quartos, cozinhas e banheiros.

O violeta, assim como o verde, compõe o grupo das cores frias. Ele simboliza sabedoria, serenidade e independência. É geralmente utilizado com outras cores do seu grupo, decorando ambientes como o quarto.

(Imagens: Casa.abril, Google Imagens, Color Collective)

Qual é a cor secundária que tem lugar garantido na sua decoração?