Minha casa, Minha cara

O hall de entrada de um apartamento ou de uma casa é o verdadeiro cartão de visitas do lar. Ele é o primeiro lugar por onde você e seus convidados passarão e é por esse motivo que ele precisa estar sempre decorado e agradável. Afinal de contas, causar uma boa primeira impressão é sempre bom. wink

Decorar com carinho esse primeiro espaço da sua casa é essencial não só por tornar a aparência do seu lar mais bonita, mas também para deixá-lo confortável e convidativo, de forma que seus convidados consigam sentir-se bem-vindos ao entrarem no seu cantinho. Quem é que não gosta de ser recebido com bastante atenção e carinho?

O espaço desse ambiente geralmente é limitado, o que faz algumas pessoas pensarem que não precisam se preocupar com ele. Mas, na verdade, seu tamanho é suficiente para que ele cumpra com a sua função: ser uma transição do mundo externo para um universo particular – sua casa com a sua cara. E não se engane! Ele deve ser estrategicamente pensado, e não um lugar para colocar qualquer elemento decorativo que acabou “sobrando” de outros cômodos.

O estilo de decoração a ser usado no hall é o mesmo que já foi utilizado no restante da casa. Seja clássico, moderno ou rústico o hall tem de seguir a mesma linha predominante nos outros cômodos. O exemplo abaixo é de um hall com estilo rústico:

A porta de entrada não precisa necessariamente seguir o padrão das demais. Ela pode ser mais chamativa ou pintada de outra cor para chamar atenção e diferenciá-la do restante. Espelhos são sempre uma boa ideia, pois ampliam o ambiente e dão um suporte maior para a iluminação.

Lembre-se de que ele é um espaço de passagem: a quantidade de objetos e móveis deve ser reduzida e servir somente para a acomodação de pertences dos visitantes. Cabideiros e aparadores são ideais para desempenhar essas funções.

Que tal personalizar sua parede com fotos da família? Fica lindo e bem apropriado para o cômodo! Flores, poltronas menores, vasos bonitos e outros elementos decorativos são bem-vindos:

Como seria o seu “cartão de visitas” dos sonhos?