Minha casa, Minha cara

Ela pode não ser brazuca, mas tem a maior cara e alegria brasileira. Original da Índia, a chita é aquele tecido estampado com cores vibrantes, acessório capaz de levantar o astral de qualquer composição. Por parecer tanto com a gente e o nosso estilo de vida, já foi incorporada à cultura nacional e marcou presença em regiões do nordeste e em festas populares como o Carnaval de Olinda e o Bumba Meu Boi.

Feita de algodão de segunda linha e formada por uma trama rudimentar, a chita virou um hit na moda e na decoração. Com suas estampas florais coloridas, esse tecido carrega para dentro de casa um pedacinho da cultura do Brasil.

As cores intensas servem não só para embelezar o tecido, mas também para disfarçar suas irregularidades, que podem ir desde pequenos rasgos a imperfeições na trama. Não sei você, mas para mim todas essas particularidades só tornam esse tecido ainda mais atraente e charmoso. smile

Ela é megadescontraída e pode estar presente na decoração nas mais variadas formas: em estampas de almofadas, toalhas de mesa, pufes, vasos de flores, tapetes, etc.

Use a chita em espaços que permitam uma decoração mais casual e alegre, como banheiro, cozinha e espaços externos como a varanda e o jardim. Ela não combina com o estilo minimalista ou com uma composição muito moderna. De resto, dá para brincar bastante!

Por ela ser bem colorida, dá para usá-la em cantinhos de cores sóbrias, sem muitos acessórios. Ali ela será o centro das atenções.

Fica simplesmente linda e em plena harmonia com o estilo rústico:

E também pode ser usada em ambientes coloridos, desde que a cor da estampa combine com as cores dos itens presentes no cômodo:

E você, gosta de chita na decoração?

Deixe seu comentário ;)