Minha casa, Minha cara

A Companhia Industrial de Móveis S/A – a Móveis Cimo – começou como uma empresa familiar, no início do século passado, e teve seu ápice de sucesso nos anos 70, chegando a ser a maior fábrica do segmento na América Latina.

Conhecida por ser uma empresa inovadora, foi a primeira do Brasil a vender seus móveis desmontados para facilitar no transporte. Tornou-se referência no setor moveleiro ao produzir uma grande variedade de produtos de alta qualidade e design, sendo reconhecida e estudada até hoje. Algumas inovações foram determinantes para o seu sucesso e domínio do mercado nacional de móveis, como: utilização de uma nova tecnologia em laminação da madeira e reaproveitamento de material como principal matéria-prima, produção em série e design com funcionalidade, permanecendo até nos dias atuais.

Cadeira 1001 – Móveis Cimo

Detentora dos direitos da marca Cimo e inspirada na história de sucesso da Móveis Cimo S/A, a Meu Móvel de Madeira resolveu resgatar os principais sucessos da antiga fábrica propondo aos alunos do curso de Desenho Industrial da PUCPR o redesenho dos móveis mais desejados da época, agora com design contemporâneo.

Tema escolhido, desafio lançado! Além da empolgação, por parte dos alunos e de todos os outros envolvidos, o resultado dessa parceria rendeu 26 projetos desenvolvidos. A MMM teve a “árdua” tarefa de escolher 9 deles para que fossem prototipados.

No dia 7 de julho, ocorreu a abertura da “Mostra Redesign Móveis Cimo”, no Museu Universitário da PUCPR, com a exposição dos 9 protótipos, a escolha e premiação dos ganhadores, que foram separados em duas categorias: Seleção dos Mestres e Meu Primeiro Royalty. Os 3 vencedores da Seleção dos Mestres foram escolhidos por 3 professores e 2 designers convidadas que avaliaram os quesitos design contemporâneo, elementos utilizados na releitura e inovação; e receberam como prêmio pontos no Programa Ammmigo, que podem ser convertidos em compras no site. Já a Meu Móvel de Madeira escolheu 5 produtos para entrarem em produção e serem comercializados no site. O critério de avaliação foi a funcionalidade do produto e a necessidade dele no mercado. Os escolhidos assinaram contrato com a MMM no projeto Meu Primeiro Royalty, que retorna ao criador o sucesso do produto com royalties em parte do lucro nas vendas.

O resultado de toda essa história está aí: móveis lindos, modernos e com o charme de época. O efeito dessa parceria foi o melhor possível, pois a MMM acredita, investe e dá oportunidade aos estudantes e futuros profissionais e, em troca, oferece aos clientes design de alta qualidade e inovação com novos produtos.

Superlegal, né? Se você curtiu e quer acompanhar todas as novidades do projeto Meu Primeiro Royalty, é só acessar a Fan Page do projeto e clicar no “Curtir”! Clique aqui.

E para conferir os lindos móveis redesenhados pelos estudantes, clique aqui e deixe seu e-mail e seu nome. Logo que eles estiverem disponíveis no site, você será o primeiro a saber. smile

22 Comentários

  1. Olá, Lara, tudo bemmm contigo? Também não temos muitas informações de como elas podem ser vendidas. Por serem antigas, seria interessante você conversar com pessoas que possuem lojas de móveis vintage usados para ter uma noção de quanto elas valem. Algumas dessas lojas até fazem análise e compram os seus móveis para revender. Você conhece alguma loja do gênero aí perto?

  2. Lara Paz Soares em

    Olá bom dia!!
    Tenho um conjunto de duas cadeiras e uma poltrona da marca CIMO que são da década de 1950 e gostaria muito de vender mas não tenho informações suficientes sobre valores e locais pra venda. Sou de Teresina Pi e gostaria da ajuda dos amigos do site minha casa minha cara! Agradecerei muito a colaboração de todos!!

  3. Tenho uma mesa elástica Cimo que mede 230cm de comprimento ! Quero vender, infleizmemte não tenho tantas visitas para encher essa mesa! Se alguém estiver interessado 41-97099899.

  4. DÉRCIO ANTÔNIO BORGES em

    Pessoal bom dia.
    Tenho uma antiga mesa de reuniões fabricada pela MÓVEIS CIMO S.A. de Rio Negrinho.
    Gostaria de enviar as fotos para que vocês me informassem, se possível, quando ela foi
    fabricada. Para isso preciso do seu email.

  5. Quitéria Pedrosa em

    tenho em casa cadeiras com as características das CIMO 1001, mas com características das cadeiras thonet, vergadas e roliças. procurando descobrir se eram originais, encontrem semelhantes num site de vendas com o nome de cadeiras CIMO provençais. Gostaria de saber se a fábrica produziu essas cadeiras ou se são cadeiras híbridas e se forem, quem as produziu. Ressalto que estou escrevendo um TCC com foco em revitalização de mobiliário e pretendo usar as citadas cadeiras para a prática da revitalização, porém antes tenho que discorrer sobre as mesmas.obrigada

  6. Tenho a 1001 em casa, era do meu avó, ela está super conservada, é linda, e por mais que seja de madeira, se mantém confortável.

  7. Meu irmão ficou com o quarto de casal, com cama, dois guardas roupas, penteadeira e móvel para cobertores e travesseiros que colocamos aos pés da cama, tudo Cimo….ma ra vi lho sos móveis. Antigos são lindos imagino sendo redesenhados.

  8. Tenho uma sala de jantar completa, colonial, com patas de leão, anos 50, mesa, 8 cadeiras, balcão e cristaleira, entalhada a mão,são móveis cimo, com selo para comprovação. Lindaaa!!!! Amo!!!!

  9. Olá José! Nós não trabalhamos com móveis usados e infelizmente não temos condições de estimar um valor para o seu móvel.
    Um abraço!

  10. tenho uma cadeira cimo em casa com numero de serie e uns dado em uma etiqueta, foi comprada em alguns moveis usados, o modelo é parecido com a mostrada na imagem só não tem o encosto dos braços, quero saber se tem algum valor.

  11. Pingback: Móveis Cimo – Redesign MMM | Minha casa, minha cara

  12. Oi Ana, que incrível, você faz parte dessa história!
    A Móveis Cimo SA representa muito na história da MMM também.
    Beijos e obrigado pelo comentário.

  13. A Móveis Cimo SA foi uma fábrica de móveis em Rio Negrinho SC, fundada em 1913 por Willy Jung e Jorge Zipperer, que faliu no ano de 1982.
    Onde tudo começou Jung&cia com meu BISA AVÔ, Willy Jung, tenho o maior orgulho dessa historia .

  14. Poxa, Décio, que bacana! A Cimo tem história nas nossas vidas, né?! Se você quiser mandar fotos pra gente dividir com a galera que lê o blog essa mesa tão especial a gente ia adorar! Abraços =)

  15. dércio antonio borges em

    Possuo em meu escritório uma mesa de reunião
    para oito lugares, e mais seis cadeiras (poltronas) todas fabricadas pela Móveis Cimo nos anos 70/80. Há muitos anos, a mesa passou a ser a minha ‘escrivaninha’.

  16. Pingback: Produto da Semana | Minha casa, minha cara

  17. Muito obrigada pelos elogios, Cirlene! Ficamos muito felizes mesmo.
    E quanto a seus móveis Cimo, uau, são uma relíquia! Guarde eles com carinho pois são um pedacinho da história do Design de Móveis na sua casa!

    Um grande beijo!

  18. Nossa casa teve móveis CIMO. O quarto de minha mãe e na cozinha. Ainda temos um balcão de cozinha na casa de minha mãe e um guarda roupas de duas portas em duas cores em minha casa, avermelhado nos detalhes e em cor clara. Lindo!, pena que com o tempo e mudanças não foi cuidado como deveria. Vocês estão de parabéns e a CIMO deveria voltar a existir pelas mãos dos descendentes.

  19. Mônica Tajes Lindner em

    Meu avô foi o responsável pela fábrica (produção) em Rio Negrinho e eu tenho comigo uma cadeira miniatura que ele fez de presente para o meu pai no níver de 4 anos (hoje meu pai tem 84 anos)! Meu pai se mudou p Joinville aos 14 anos de idade e começou a trabalhar como ajudante na fábrica da Cimo. Em um ano já era mestre e através do aprendiado na Cimo fez a sua própria vida: empresa (Tacolindner), carreira e história de vida! Além desta preciosidade que mencionei, tenho um banco na epoca chamado sofá com encosto inteiriço em Canela! Coincidentemente morávamos ao lado da´Fábrica de Móvis Cimo em Joinville onde tive a infelicidade de presenciar o raio que caiu na fábrica ocasionando o incêndio que acabou por destruir totalmente suas instalações!