Minha casa, Minha cara

A MMM foi conferir a 6ª edição da Morar Mais por Menos Curitiba, mostra de decoração que está rolando em um casarão antigo da cidade no bairro Alto da XV. Ao todo são 42 ambientes montados com o objetivo de trazer ao público soluções bonitas, sofisticadas, sustentáveis e acessíveis. Depois de dar uma olhadinha pela mostra, resolvemos mostrar aqui alguns dos ambientes que mais nos chamaram a atenção. Bora?

A Bilheteria, além de ser o primeiro espaço conhecido por todo o visitante da mostra, chama a atenção pelas saídas criativas de reaproveitamento. Na lateral, a parede é decorada com espelhos redondos e um painel feito com ralos reaproveitados, dando um visual surpreendentemente bonito ao espaço. As poltronas são muito confortáveis e foram feitas de câmaras de pneus de carro, revestidas com lycra e malha de algodão. A mesinha de centro é um disco de trator com um tampo de vidro:

(Via)

Este espaço a seguir chamado de “Chá com Leitura” é especialmente fofo e aconchegante. Mistura tudo aquilo que a gente adora: pufes e futons, móveis rústicos e uso de madeira de demolição, cores vivas e acessórios femininos. Não é um espaço super acolhedor? Sem falar na árvore da parede, resultado da retirada do reboco: uma mistura perfeita do delicado com o rústico. Deu até vontade de sentar por ali na companhia de um bom livro.

(Via)

O “Terraço Ilha do Mel” também foi um espaço que ganhou nosso coração. heart Os tijolos antigos aparentes e o piso de porcelanato imitando madeira, conferem ao cantinho ao ar livre uma textura super bonita. Na parede, janelas de demolição foram usadas como painel decorativo e aparador para vasos. A mesa de centro também é uma janela reformada, decorada com um lindo vaso de flor. O sofá, o pufe e alguns acessórios decorativos dão contraste sem perder a harmonia.

(Via)

Lembram do OSB? Ó ele aí marcando presença de novo no “Espaço Voi”, junto com outros móveis feitos de madeira reaproveitada e de peças descartadas pela construção civil. Tudo sem pintura, para um visual rústico e bem texturizado.

(Via)

No “Quarto do bebê” o reaproveitamento ficou por conta das sobras de papel de parede utilizadas no revestimento de caixas decorativas e dos retalhos de tecidos da almofada customizando a cúpula de um pendente. A combinação de cores também é uma inspiração e tanto, né?

(Via)

Para quem ficou interessado em conhecer os outros ambientes, a Morar mais por Menos de Curitiba fica aberta até o dia 9/12, mais informações aqui.

Qual ambiente é o seu favorito?

5 Comentários