Minha casa, Minha cara

Cada um dos níveis desta casa estreita e alta foi concebido para ter espaços ajardinados. A solução vem do Vietnã

Por Cristiane Teixeira
Fotos Hiroyuki Oki
Binh House by Vo Trong Nghia Architects
É pura criatividade este projeto erguido em um terreno de 268 m² na Cidade de Ho Chi Minh, chamada de Saigon até 1975. Para começar, porque a Binh House é uma casa com cara de predinho – e, exceto pelos ambientes do térreo, todos os demais estão em diferentes níveis, separados por alguns degraus.
Depois, porque as faces de concreto aparente têm recortes que liberam a visão de jardins internos, além de terraços verdes que se projetam para fora. Com isso, cada uma das fachadas desenhadas pelos profissionais do escritório vietnamita Vo Trong Nhig Architects, ou VTN Architects, é única.
Binh House by Vo Trong Nghia Architects
Vista por dentro, a construção de 275 m² é pródiga em pátios internos, para os quais se voltam as áreas sociais e as três suítes. Cabe ao desnivelamento entre os ambientes e a árvores e arbustos plantados dentro da casa assegurar privacidade aos quartos, já que eles são transparentes de cima a baixo, fechados por vidros fixos e por portas envidraçadas de correr.
“Essa estratégia não só melhora o microclima, usando a ventilação natural e a luz do dia em cada cômodo, como as aberturas empilhadas alternadamente também aumentam a visibilidade e a interação entre os membros da família”, explica a equipe do VTN Architects.
Elemento fundamental do projeto, as plantas contribuem em vários aspectos. No telhado, árvores altas impedem que o sol direto incida sobre a casa e a aqueça. Um andar abaixo, folhagens camuflam uma hidromassagem instalada no terraço. Já no térreo, as plantas restringem a visão de quem passa na rua e ainda projetam sua sombra sobre as salas de estar e de jantar.
Binh House by Vo Trong Nghia Architects

Da arquitetura para a decoração

Ter plantas em casa ou no apartamento pede espaço, claro – mas não obrigatoriamente muito espaço. Um canteirinho no terraço, um jardim vertical montado em uma parede livre, um vaso com temperos… Cada um faz o que dá. Use sua imaginação e chame o verde para morar com você! Para ajudá-lo, selecionei algumas peças da Meu Móvel de Madeira que podem ser a base de um charmoso cantinho. Ervas de cozinha vão bem no Jardim Vertical Capri, com pequenos cachepôs. O modelo está disponível em vários tamanhos, mas esta versão de 0,35 x 1 m é perfeita para quem tem uma superfície mínima livre – coloque uma peça acima da outra e você tirará bom proveito da altura da parede! as prateleiras comportam plantas mais altinhas.

Jardim vertical capri

Esta é outra opção para paredes, o Jardim Vertical Girassol. Os vãos de 30 cm entre as prateleiras comportam plantas mais altinhas.
Jardim vertical Girassol

Olha que sugestão mais charmosa para expor vasinhos: Prateleira de Parede Nó. Além do amarelo, há mais duas cores.

Jardim Vertical Nó

Você tem lugar no chão, um cantinho na lavanderia, por exemplo? Então dê uma conferida na delicada Estante 3 Prateleiras Holi.

Estante 3 prateleiras Holi

Se houvesse mais espaço no meu apartamento, eu adoraria encher a Estante Legno de vasos! Na altura das mãos, deixaria os de temperos, mas nos outros vãos colocaria folhagens e flores. Cada prateleira aguenta 15 kg de peso.
Estante Legno

Espero que você tenha gostado. Até a próxima semana!

Fonte: Dezeen

Comentários não estão permitidos.