Minha casa, Minha cara

Cuidar do jardim parece simples, mas como todas as coisas também tem seus segredos. Para te ajudar a se preparar para cuidar das suas próprias plantinhas, seja no quintal de casa ou na varanda do apê, resolvemos preparar um post com algumas dicas práticas e úteis. Assim você consegue ficar por dentro do que precisa saber para entrar de cabeça neste hobby delicioso em plena primavera.

Antes de começar, é importante ter em mãos todas as ferramentas necessárias para mexer no jardim, então anota aí: luvas de jardinagem, tesoura de poda, pá, garfo, faca afiada e regador são itens simples e indispensáveis para quem sonha em cultivar alguma coisa em vasos ou no quintal. Depois de reunir as ferramentas necessárias, avalie e faça um levantamento das características do lugar onde você irá plantar. Condições do solo, ventilação e horas de sol/sombra são importantes para saber quais plantas são mais indicadas para seu espaço.

(Via)

Existem plantas de meia sombra que vão super bem em varandas e jardins de inverno, mas também existem várias outras espécies que precisam de uma grande quantidade de sol para se desenvolverem fortes e saudáveis. Pesquise em sites especializados como o O Jardineiro, peça ajuda ao Google ou até mesmo a algum jardineiro para te auxiliar na busca por estas informações. Depois disso, faça uma lista com as plantas compatíveis com as condições do seu jardim/varanda e analise qual delas você deseja ter em casa.

(Via)

Feito isso é chegada a hora de colocar a mão na massa — ou melhor, na terra. Para plantar sua muda no solo, abra um buraco no dobro do tamanho da raiz da planta e, enquanto isso, deixe-a dentro de uma bacia com água. Depois de cavar, encha o buraco com composto orgânico, fertilizante e terra e posicione a planta dentro dele, cobrindo toda a raiz até o começo do caule. Depois basta apertar a terra em volta e regar a planta, pra que ela fique assentada e certinha.

(Via)

Para plantio em vaso, o processo é bem parecido. Coloque argila expandida ou brita no fundo do vaso para a drenagem, acrescente uma manta de poliéster e em seguida a terra com o composto. Depois basta colocar a muda dentro do vaso e acertar a terra em volta.

(Via)

Agora que você já tem sua plantinha na terra, cuide bem da manutenção dela. Podas frequentes são necessárias para que ela sempre tenha energia para crescer forte e para eliminar partes atingidas por pragas. O ideal é fazer podas no talo, tirando o excesso, ao invés de cortar as folhas. Se informe sobre a frequência de podas que sua planta pede e cuide dela com carinho. smile

(Via)

Também é necessário readubar as plantas, principalmente as que foram colocadas em vasos, para que a terra não fique pobre e prejudique o crescimento da sua verdinha. Preste atenção na hora de fazer a rega, tomando cuidado com o o excesso de água, que é super prejudicial e apodrece a raiz. Outro detalhe importante: regue suas plantas de manhã bem cedo ou a noite, nunca em sol forte. A água no solo acaba fervendo e matando a raiz; já nas folhas, as gotas funcionam como lupas, perfeitas para queimar as suas verdinhas com a ajuda do sol.

(Via)

Gostou das dicas? O que você cultiva no seu jardim e quais são os cuidados que você considera indispensáveis?

16 Comentários

  1. Pingback: Jardim decorado -

  2. Faça uma horta ou jardim vertical, Vania! E fique atenta para plantas perigosas para os pets: a lantana, a azaleia e comigo-ninguém-pode são péssimas para quem tem animais em casa. Elas podem causar irritação aos bichinhos ou mesmo intoxicá-los.
    Beijocas

  3. Adorei as dicas. Fiquei viuva recentemente e como gosto muito de plantas, me foi indicado como terapia a jardinagem. Moro em apartamento.Tenho varanda fechada e bastante luz e sol pela manhã, mas este espaço é utilizado pelo meu cão. Tens alguma sugestão??? penso em vasos de temperos como tomilho, coentro, hortelã…e tb flores… não posso ter nada no chão.

  4. Sugiro uma reedição da matéria, pois como comentou pertinentemente a Paula Medrado, há informações incorretas, e nem todos lêem os comentários. Obrigada.

  5. Uma pequena observação.O texto fala ,que enquanto a muda espera para o plantio deve ficar na agua,isso só deve acontecer se ela não tiver raiz.Se for enraizada,não deve ficar na agua,senão a mesma vai ser lavada e retirada toda terra dela,fazendo assim com que a planta possa perecer.Plantas com raizes devem ser transplantadas na terra .Sem raizes pode-se deixar ate 10 dias na agua para nascer raiz. Gostei muito deste site.

  6. Outro detalhe muito importante: as regas noturnas só podem ser feitas em estações quentes!!! O acúmulo de água no solo, esse excesso de umidade que não evapora com o calor/sol pode proporcionar o crescimento de fungos fitopatogênicos (que causam doenças em plantas). As regas a noite, portanto, só podem ser realizadas em dias quentes.

  7. Gostaria de fazer uma observação: a água não vai ferver no solo e muito menos matar as raízes das plantas. É desaconselhado molhar o jardim com o sol forte simplesmente porque a água vai evaporar mais rápido do que a absorção da água pelas plantas. A água não queima as folhas também não… se fosse assim ninguém podia nadar em dia de sol forte!! As folhas, assim como a nossa pele, possuem sistemas de proteção… as plantas também transpiram, as plantas também abrem e fecham seus “poros”… é bom entender um pouquinho de fisiologia das plantas antes de começar a mexer com jardinagem… dessa forma você sabe como deve ser a poda, qual a melhor época para fazer poda de manutenção ou crescimento… espero ter ajudado a esclarecer essa informação sobre as regas. O site está bem interessante. Parabéns.

  8. Adorei seu Blog, sempre tive voltade de fazer um jardim vertical, agora que conheci vcs vou seguir as dicas. Obrigada.

  9. Adorei as dicas,com elas com certeza vou ter um jardim mais bonito em meu ap.Obrigada MMM pela ajuda.