Minha casa, Minha cara

Pensar nas compras do dia a dia de forma consciente não faz bem somente para o meio ambiente e para a nossa qualidade de vida, mas também para o nosso bolso. Atualmente é muito comum fazermos compras por impulso, comprometendo boa parte da nossa renda com itens que não são necessariamente imprescindíveis. Na decoração batemos muito na tecla do reaproveitamento, mas existem também outras formas de tentar se livrar do consumo desenfreado nas compras para a casa. Vamos a elas?

Quem acabou de montar uma casa precisa lidar com a ansiedade. A fase de acabamentos, os eletrodomésticos, os móveis mais urgentes, as contas que chegam todo mês e mais uma infinidade de coisas acabam desencadeando muitos gastos. Não queira terminar a decoração do seu apartamento para ontem: não será saudável e nem ficará do jeito que você sonhou. Faça uma lista de prioridades e um planejamento financeiro para conseguir atendê-las.

cofrinho

Ao comprar móveis e decorações avalie sempre sua durabilidade. A velha história do barato que sai caro ou do caro que não tem qualidade é verdadeira. Pesquise materiais de boa qualidade e escolha produtos que realmente atendam a sua necessidade e que tenham a ver com o seu gosto e não com o que ditam as tendências.

Cama de casal Bali Meu Móvel de Madeira

Incentive a produção local e invista em artesanato. Além de terem a beleza única do feito à mão, estes itens que não foram made in China são fruto de um trabalho mais digno, com condições humanas. Sem contar que você ajuda a incentivar a economia da região. A MMM trabalha exclusivamente com produtos produzidos em terras nacionais, sabia?

Cachepô de crochê

Evite o desperdício com as compras no mercado. Antes de fazer as compras, faça a lista completa do que está faltando e mantenha um controle de tudo o que tem na sua despensa, assim como a Thais ensina aqui. Assim você consegue aproveitar melhor os alimentos dentro do prazo de validade e ainda economiza comprando somente o essencial.

Controle na despensa

Promova ações comunitárias no seu bairro ou condomínio! Caso for viável, que tal começar por uma hortinha comunitária? Todo mundo planta e ajuda a cuidar e em troca todos ganham legumes e temperos fresquinhos sem precisar ir até o mercado mais próximo.

Horta vertical no pallet

Quais outras atitudes podem ser feitas para estimular um consumo consciente na rotina da casa? Nos ajude a completar a lista para uma vida mais econômica, saudável e cheia de bem estar! heart

Fonte das imagens 1

Comentários não estão permitidos.